IJX promove palestra sobre inclusão e Direitos Humanos

O Instituto José Xavier convida os parceiros, colaboradores, educadores, autoridades públicas, agentes culturais e sociais, sócios(as) e comunidade em geral para a PALESTRA: Direitos Humanos, inclusão e diversidade na conjuntura política-social, com Alexandre Mapurunga. O evento faz parte da agenda do projeto Curumim Cidadão, idealizado pela senhor Beatriz Xavier, presidente do Instituto José Xavier.

Serviço
Dia: 13 jun 2018
Local: Biblioteca do Instituto José Xavier, R. Pessoa Anta, 564, Centro, Granja-CE
Hora: 19h
VAGAS LIMITADAS.

 

Quem é Alexandre Mapurunga?

Formado em Administração em Análise de Sistemas, tem especialização em Gestão Estratégica de Pessoas pela FEA/USP. Foi presidente do Conselho Estadual dos Direitos das Pessoas com Deficiência (CEDEF) e membro do Conselho Nacional dos Direitos das Pessoas com Deficiência (CONADE). É assessor técnico da Casa da Esperança, ex-presidente e atual Secretário Geral da Associação Brasileira para Ação por Direitos das Pessoas com Autismo (Abraça).

É Professor de Direitos das Pessoas Autistas no Curso de Pós Graduação em TEA e de Capacitação de Pessoas com Deficiência intelectual para o Mercado de Trabalho do Curso de Pós-Graduação Abordagem Interdisciplinar em Síndrome de Down da Faculdade INESP.

Membro e coordenador da Comissão de Cidadania e Promoção de Direitos Humanos do Conselho Estadual dos Direitos Humanos. Foi membro do Conselho Nacional dos Direitos das Pessoas com Deficiência (CONADE). Foi membro da Comissão de Alto Nível para Agenda 2030 da ONU na Rede Latino Americana de Organizações de Pessoas com Deficiência (RIADIS). Foi capacitador em cursos sobre direitos das pessoas com deficiência, implementação e monitoramento da CDPD em diversos países como Argentina, Equador, Cabo Verde, Honduras e Colômbia. Incidiu no sistema ONU denunciando violações dos direitos humanos das pessoas com deficiência no Brasil. É membro e coordenador da Comissão de Cidadania e Promoção de Direitos Humanos do Conselho Estadual dos Direitos Humanos. Foi da Comitê de Assessoramento sobre Transtorno do Espectro do Autismo do Ministério da Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *